Haddad não tem ‘energia’ e ‘autoridade’ para vencer Bolsonaro, diz Ciro

Arquivado em: Brasil |

O candidato do PDT à Presidência da República, Ciro Gomes, afirmou nesta sexta-feira, 5, que uma virada na reta final para levá-lo ao segundo turno ainda é “completamente provável”. Em agenda de campanha na favela da Rocinha, na Zona Sul do Rio de Janeiro, o pedetista disse que é o único presidenciável capaz de derrotar o que descreveu como uma “onda fascista” liderada por Jair Bolsonaro, do PSL.

Embora tenha poupado Fernando Haddad (PT) de ataques no debate na TV Globo, nesta quinta-feira, 4, o ex-ministro declarou hoje que o petista não tem “energia”, “autoridade” e “marra” para bater o capitão reformado do Exército. “O Haddad tem uma personalidade que não tem ‘punch’, energia, autoridade e a marra para enfrentar essa onda fascista que está querendo tomar conta do Brasil”, avaliou.

O pedetista ainda classificou Haddad como “inexperiente” e lembrou que o petista perdeu a reeleição para prefeitura de São Paulo para João Doria (PSDB), que ele chamou, mais uma vez, de “farsante”.

“É completamente provável (uma virada). Basta ver o quê aconteceu nas eleições passadas. O Ibope vende até a mãe, quanto mais pesquisas”, criticou Ciro Gomes. As informações são da revista Veja.

comments