Violência marca votação na Catalunha

Arquivado em: Internacional |

Você não tem o direito de me tocar”, disse a catarinense Debora Gaspar, 37, ao policial que a empurrou neste domingo (1º), dia do referendo pela independência da Catalunha, na Espanha. O relato de Gaspar, desde 2008 em Barcelona e casada com um catalão, exemplifica a violência que ocorre durante a votação em que a população decide se quer se tornar independente da Espanha. Subiu para 465 o número de cidadãos feridos ou contundidos em confrontos com policiais,entre os quais duas pessoas em estado mais grave. De acordo com informações do sistema de emergências médicas do governo da região, um homem foi ferido no olho com uma bala de borracha e o outro sofreu um infarto ao ser expulso de um centro de votação. Entre os policiais, foram contabilizados nove feridos até o momento. images (4)

comments